Club de
Taubaté-União

FEIJOADA DO UNIÃO

REALIZADA EM 19 DE MAIO DE 2019 MAIS UMA FEIJOADA PELO RCTUNIÃO. O EVENTO CONTOU COM A VENDA DE 150 CONVITES. FOI UM SUCESSO!

Postado em 19 de Maio de 2019

PALESTRA SOBRE O SERVIÇO DA PREFEITURA MUNICIPAL DE TAUBATÉ VOLTADO PARA PESSOA IDOSA

PALESTRA PROFERIDA PELA ASSISTENTE SOCIAL LILIAN PATRICIA ZANCA, DA PREFEITURA MUNICIPAL DE TAUBATÉ, SOBRE O ATENDIMENTO OFERTDO A PESSOA IDOSA EM TODO MUNICIPIO ATRAVÉS DE POLITICAS PUBLICAS. EQUIPAMENTOS: CENTRO DE CONVIVENCIA DO IDOSO - LOCALIZADO NA VILA MARLI CASA DIA, LOCALIZADO NA AVENIDA THAUMATURCO, PROXIMO A CAMARA MUNICIPAL. NUCLEOS DE CONVIVÊNCIA: LOCALIZADOS EM ESPAÇOS DA COMUNIDADE COMO IGREJAS.  

Postado em 29 de Abril de 2019

PALESTRA DO INSTITUTO HÁ BRAÇOS

PALESTRA MINISTRADA PELO INSTITUTO HÁ BRAÇOS. ATUA EM APOIO A MULHERES, CRIANÇAS E ADOLESCENTES VÍTIMAS DE VIOLÊNCIA.

Postado em 01 de Abril de 2019

VÍDEO | Diretores de Protocolo de Clubes

No canal do YouTube do Distrito 4.571 encontra-se disponível o vídeo editado do Treinamento para Diretores de Protocolo de Clube, realizado no último sábado, dia 23 de maio de 2020, por ocasião da Assembléia Distrital pelos companheiros palestrantes Hodges Daneli (RC de Taubaté-União) e Pedro Dalbone (RC de Volta Redonda). Acesse o vídeo em:https://youtu.be/9txJKHlSWnw

Postado em 29 de Maio de 2020

CHECK LIST do Clube

Ficar em dia no Unyclub é rápido, fácil e faz muita diferença! Neste documento apresentamos um resumo das principais Funções Administrativas do sistema Unyclub para orientar os clubes a cumprirem as metas propostas pela Equipe Distrital. Arquivo disponível na pasta IMAGEM PÚBLICA emhttps://www.kassima4571.org.br/downloads

Postado em 23 de Maio de 2020

Ver todos

Junho | Mês dos Grupos de Companheirismo

Mensagem de Mark MaloneyPresidente do Rotary International 2019-20 Minha jornada rotária começou há 40 anos, quando tinha 25 anos e entrei para o Rotary Club de Decatur. Desde então, minha família e eu vivemos momentos inesquecíveis no Rotary. No entanto, nada poderia ter me preparado para a experiência de me conectar com o mundo como presidente do RI. Assim, a minha trajetória passou a ser compartilhada com todos os associados. Todas as pessoas incríveis que a Gay e eu tivemos o prazer de conhecer este ano — entre rotarianos, rotaractianos e outros membros da família rotária — continuarão sendo uma inspiração para nós. Visitamos clubes e projetos em diversos lugares: do Uruguai à Ucrânia, da Nigéria à Nova Zelândia, e muito mais. Tivemos o privilégio de cruzar o planeta, dando a volta ao mundo duas vezes, transitando entre os hemisférios norte e sul. Cada parada, cada país nos revelava sua própria magia rotária. Em março no Zimbábue, conhecemos a missão médica de uma equipe de formação professional com rotarianos da Índia, que promoveu saúde, levou esperança e deu nova vida a milhares de pessoas que passaram pelos tratamentos. Também sentimos a energia de mais de 300 jovens no Simpósio Rotary para a Juventude, realizado na capital, Harare. Foi emocionante! Este ano, lançamos nosso novo Plano de Ação. Muitos clubes já o colocaram em prática e muitos ainda o farão. As minhas energias têm se renovado com as ações para atingir as prioridades que estabeleci para este ano rotário: envolver as famílias no Rotary, dar oportunidades de liderança para todas as idades, celebrar nossa história com as Nações Unidas em seus 75 anos de existência e, o mais importante, Fazer o Rotary Crescer. Com o alastramento da covid-19 globalmente, o mundo em que nos encontramos agora é diferente. Fomos forçados a nos conectar de maneiras que não achávamos possíveis, o que colocou à prova nossa capacidade de adaptação. Tivemos que tomar decisões difíceis, incluindo o cancelamento de reuniões presenciais de clubes, Conferências Distritais e Presidenciais e até eventos do porte da Convenção de 2020, em Honolulu. Estamos colocando o bem-estar de todos em primeiro lugar, apesar da perda de reuniões e atividades que já vinham sendo planejadas há tempos. Enquanto nos preparávamos para a Convenção do Rotary em Honolulu, aprendíamos sobre o significado de aloha. Nossos amigos do Havaí nos mostraram que "aloha" significa respeito e carinho mútuos, algo que nos conforta sem esperarmos nada em troca. O espírito de aloha se aplica a qualquer lugar e situação. Como rotarianos, rotaractianos e membros da família rotária, estamos todos conectados, um pensamento reforçado pela definição de aloha conforme explicado para mim: o nosso vínculo baseia-se no respeito mútuo pelas nossas diferenças, assim como no nosso apreço pelo que nos une. A comunidade é a soma de todas as pessoas – pessoas essas que assumem responsabilidades, compartilham o que têm, se preocupam e zelam umas às outras. Ao acompanhar o empenho da comunidade rotária para cuidar da humanidade em meio à pandemia de coronavírus, vi o aloha do Rotary em ação. Somos, verdadeiramente, pessoas em ação. Todos os dias, mas especialmente durante esta pandemia, a comunidade rotária tem dado ainda mais vida ao seu espírito de aloha. Isso é uma dádiva a ser compartilhada sempre, e cada um de nós é um guardião e distribuidor desta dádiva do Rotary. Gay e eu ficamos impressionados e inspirados com todos vocês, membros da nossa família rotária. A última parte deste ano rotário foi transformadora. Descobrimos novas maneiras de melhorar a vida dos outros, novas maneiras de avançarmos juntos. E, juntos, continuaremos Fazendo o Rotary Crescer para nos doarmos ainda mais à nossa comunidade local e global. Gay e eu guardaremos com carinho em nosso coração este ano maravilhoso ao lado de vocês, no qual mostramos como O Rotary Conecta o Mundo!

Em 01/06/2020 por Rotary Club de São José dos Campos-Urupema

Mensagem de Mark Maloney | Junho 2020

Mensagem de Mark MaloneyPresidente do Rotary International 2019-20 Minha jornada rotária começou há 40 anos, quando tinha 25 anos e entrei para o Rotary Club de Decatur. Desde então, minha família e eu vivemos momentos inesquecíveis no Rotary. No entanto, nada poderia ter me preparado para a experiência de me conectar com o mundo como presidente do RI. Assim, a minha trajetória passou a ser compartilhada com todos os associados. Todas as pessoas incríveis que a Gay e eu tivemos o prazer de conhecer este ano — entre rotarianos, rotaractianos e outros membros da família rotária — continuarão sendo uma inspiração para nós. Visitamos clubes e projetos em diversos lugares: do Uruguai à Ucrânia, da Nigéria à Nova Zelândia, e muito mais. Tivemos o privilégio de cruzar o planeta, dando a volta ao mundo duas vezes, transitando entre os hemisférios norte e sul. Cada parada, cada país nos revelava sua própria magia rotária. Em março no Zimbábue, conhecemos a missão médica de uma equipe de formação professional com rotarianos da Índia, que promoveu saúde, levou esperança e deu nova vida a milhares de pessoas que passaram pelos tratamentos. Também sentimos a energia de mais de 300 jovens no Simpósio Rotary para a Juventude, realizado na capital, Harare. Foi emocionante! Este ano, lançamos nosso novo Plano de Ação. Muitos clubes já o colocaram em prática e muitos ainda o farão. As minhas energias têm se renovado com as ações para atingir as prioridades que estabeleci para este ano rotário: envolver as famílias no Rotary, dar oportunidades de liderança para todas as idades, celebrar nossa história com as Nações Unidas em seus 75 anos de existência e, o mais importante, Fazer o Rotary Crescer. Com o alastramento da covid-19 globalmente, o mundo em que nos encontramos agora é diferente. Fomos forçados a nos conectar de maneiras que não achávamos possíveis, o que colocou à prova nossa capacidade de adaptação. Tivemos que tomar decisões difíceis, incluindo o cancelamento de reuniões presenciais de clubes, Conferências Distritais e Presidenciais e até eventos do porte da Convenção de 2020, em Honolulu. Estamos colocando o bem-estar de todos em primeiro lugar, apesar da perda de reuniões e atividades que já vinham sendo planejadas há tempos. Enquanto nos preparávamos para a Convenção do Rotary em Honolulu, aprendíamos sobre o significado de aloha. Nossos amigos do Havaí nos mostraram que "aloha" significa respeito e carinho mútuos, algo que nos conforta sem esperarmos nada em troca. O espírito de aloha se aplica a qualquer lugar e situação. Como rotarianos, rotaractianos e membros da família rotária, estamos todos conectados, um pensamento reforçado pela definição de aloha conforme explicado para mim: o nosso vínculo baseia-se no respeito mútuo pelas nossas diferenças, assim como no nosso apreço pelo que nos une. A comunidade é a soma de todas as pessoas – pessoas essas que assumem responsabilidades, compartilham o que têm, se preocupam e zelam umas às outras. Ao acompanhar o empenho da comunidade rotária para cuidar da humanidade em meio à pandemia de coronavírus, vi o aloha do Rotary em ação. Somos, verdadeiramente, pessoas em ação. Todos os dias, mas especialmente durante esta pandemia, a comunidade rotária tem dado ainda mais vida ao seu espírito de aloha. Isso é uma dádiva a ser compartilhada sempre, e cada um de nós é um guardião e distribuidor desta dádiva do Rotary. Gay e eu ficamos impressionados e inspirados com todos vocês, membros da nossa família rotária. A última parte deste ano rotário foi transformadora. Descobrimos novas maneiras de melhorar a vida dos outros, novas maneiras de avançarmos juntos. E, juntos, continuaremos Fazendo o Rotary Crescer para nos doarmos ainda mais à nossa comunidade local e global. Gay e eu guardaremos com carinho em nosso coração este ano maravilhoso ao lado de vocês, no qual mostramos como O Rotary Conecta o Mundo!

Em 01/06/2020 por Rotary Club de Copacabana

VÍDEO | Diretores de Protocolo de Clubes

No canal do YouTube do Distrito 4.571 encontra-se disponível o vídeo editado do Treinamento para Diretores de Protocolo de Clube, realizado no último sábado, dia 23 de maio de 2020, por ocasião da Assembléia Distrital pelos companheiros palestrantes Hodges Daneli (RC de Taubaté-União) e Pedro Dalbone (RC de Volta Redonda). Acesse o vídeo em:https://youtu.be/9txJKHlSWnw

Em 29/05/2020

CHECK LIST do Clube

Ficar em dia no Unyclub é rápido, fácil e faz muita diferença! Neste documento apresentamos um resumo das principais Funções Administrativas do sistema Unyclub para orientar os clubes a cumprirem as metas propostas pela Equipe Distrital. Arquivo disponível na pasta IMAGEM PÚBLICA emhttps://www.kassima4571.org.br/downloads

Em 23/05/2020

Rotary apoia pesquisa inédita no Brasil sobre Zika vírus

Em 2015 e 2016, o Brasil sofreu com a epidemia do Zika vírus, na qual a consequência mais marcante foi o nascimento, em muitas partes do país, de crianças com microcefalia, causada pela infecção da mãe durante a gravidez. Foi nesse contexto que o Rotary Club Jundiaí -Serra do Japy desenvolveu um projeto para equipar um ambulatório de pesquisa para acompanhamento de crianças expostas ao vírus, que trabalha de maneira inédita no Brasil. “Nosso estudo é o único no Brasil que tem acompanhamento das gestantes e das crianças. Acompanhamos crianças normais que nasceram no mesmo período e comparamos com as doentes. Vemos quais as diferenças nos dois casos e conseguimos avaliar os riscos”, explica Saulo Duarte Passos, pesquisador principal do COHORT Zika-Jundiaí e professor titular do Departamento de Pediatria da Faculdade de Medicina de Jundiaí. O projeto de acompanhamento de mães e crianças teve início em março de 2016, dentro da Faculdade de Medicina de Jundiaí, mas não contava com os equipamentos necessários para o desenvolvimento adequado da pesquisa e tratamento de todas as crianças. Foi apenas em 2018, quando Passos teve contato com o Rotary Club local que o projeto do ambulatório de pesquisa começou a se tornar realidade. “Tivemos muitos casos de Zika na região e o professor Saulo foi convidado para dar uma palestra no Rotary sobre a pesquisa que ele estava liderando”, conta Alexandre Censi, membro do Rotary Club Jundiaí -Serra do Japy, que liderou o projeto. “Ele nos passou a descrição dos equipamentos e os benefícios que poderiam ser colhidos com isso”, complementa. Com o espaço cedido pela prefeitura da cidade e pela Faculdade de Medicina de Jundiaí, foi possível realizar a instalação do ambulatório, que é ligado ao Hospital Universitário. O Rotary de Jundiaí equipou 100% do ambulatório, o que inclui aparelhos de uso médico, mobília e equipamentos de informática. O total investido foi de US$ 39.500, com apoio do Rotary Club Central Chester County, de Lionville, Pensilvânia, nos Estados Unidos, e da Fundação Rotária. “O objetivo da pesquisa é entender a Síndrome da Zika Congênita, seus fatores de risco e a evolução da criança”, destaca Passos. “O ambulatório acompanha o desenvolvimento neuropsicomotor, o crescimento e desenvolvimento da criança (peso e altura), e as complicações que a doença causa”, diz. O médico e sua equipe acompanham 690 mães desde a gestação e outras 133 que entraram no estudo posteriormente, em um total de 823 casos estudados. Deste total, 58 crianças nasceram com microcefalia e estão sendo tratadas e estudadas pela equipe de Passos, composta por 15 profissionais. No ambulatório, que ao mesmo tempo que presta atendimento médico, serve de local de pesquisa sobre o Zika vírus e suas consequências, a equipe acompanha cerca de 500 crianças, com e sem microcefalia, fazendo a comparação entre elas para analisar os efeitos do vírus. As crianças sem microcefalia fazem parte do grupo de controle (aquele com o qual se compara o grupo que está sendo avaliado). Passos destaca a importância desse grupo de controle, já que há fatores de risco que aumentam a chance de mulheres gestantes terem filhos com microcefalia. Alguns desses fatores são a incompatibilidade sanguínea entre mãe e bebê, obesidade e hipertensão, entre outros de menor relevância. Há, porém, crianças que desenvolveram microcefalia por outros fatores, que não a infecção pelo vírus. “Muitas crianças com microcefalia tiveram restrição de crescimento intrauterino, que tem inúmeras causas”, conta o médico. Existem ainda as crianças que nasceram com microcefalia sem que isso esteja relacionado ao Zika vírus, mas sim a outros patógenos. Com tantos fatores a serem analisados, a equipe de Passos faz o acompanhamento mensal das mães e das crianças. As que têm microcefalia fazem diferentes tratamentos, como de fisioterapia e fonoaudiologia. Elas também têm atendimento pneumopediátrico, de infectologia, odontologia e musicoterapia. Uma sequela comum que o Zika vírus também deixa nas crianças é a deficiência visual. De acordo com o médico, 25% das crianças com mães que foram expostas ao vírus tiveram problemas de visão, explica Passos sobre descoberta feita em parceria com o Instituto de Psicologia da USP. O envolvimento do Rotary Club de Jundiaí no projeto do ambulatório de pesquisa foi benéfico para os dois lados. Ao liderar o projeto dentro do clube, Censi conta que aprendeu bastante sobre o tema enquanto o estudava para o desenvolvimento de seu trabalho. “Para escrever o projeto, eu o acompanhei por cerca de seis meses. É muito importante para nós, membros do Rotary, saber se o investimento será bem aplicado”, aponta. Já o professor Passos destaca “a amplitude do que o Rotary fez” para o projeto. Ele conta que o ambulatório, além do trabalho sobre o Zika vírus, também dá assistência a crianças que saíram da UTI, da enfermaria e ainda para prematuros. “Essas crianças terão um espaço com atendimento por médicos especialistas, que não seria possível se não tivéssemos o ambulatório”. O trabalho de pesquisa sobre o Zika vírus realizado em Jundiaí é feito em parceria com instituições nacionais e internacionais, como a Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de S. Paulo (Fapesp), Universidade de São Paulo (USP), Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres, Universidade de Barcelona, Universidade de Santiago de Compostela, Universidade do Sul da Flórida, Universidade de Estocolmo e o Ministério da Saúde do Brasil.

Em 13/05/2020

Tem Início o PETS do Distrito 4571

Na noite de hoje (08/05) teve início o PETS (Seminário de Treinamento de Presidente Eleito). O treinamento que contou com a participação de cerca de 125 Rotarianos. Palestras como "O Rotary no mundo Contemporaneo" e  "O Seu ano como Presidente" apresentadas pelos Governadores Paulo Eduardo Fonseca e Xico Reis (Instrutor Distrital) deram um brilhantismo a noite. Este PETS que será marcado como o primeiro no modelo virtual do Distrito certamente teve a aprovação por parte dos participantes. A Governadora eleita Kassima Timoni Góes Campanha disse estar totalmente feliz e satisfeita com o comprometimento de todos.

Em 08/05/2020

Reuniões Segundas-Feiras | 20:30
Avenida da Saudade,81 Cep: 12010-810